Notícias

Ações de construtoras têm forte alta após dados de inflação

Ações de construtoras têm forte alta após dados de inflação

As ações do setor de construção, que registram grandes perdas no ano, acompanham a alta do Ibovespa e operam com forte valorização nesta sexta-feira (10).

O mercado reagiu bem à divulgação dos dados de inflação pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) abaixo do esperado fez com que o principal índice da Bolsa disparasse, atingindo 108.274,86 pontos na máxima do dia até o momento. Por volta das 15h30, o Ibovespa computava ganhos de 1,21%, a 107.580,37 pontos.

Eztec lidera altas

Entre as construtoras, o papel da Eztec (ETZC3) liderava a série de altas do dia, mostrando valorização de 8,49%, a R$ 21,47.

As ações de Cyrela (CYRE3) e MRV (MRVE3) subiam 5,35% e 5,22%, respectivamente, cotadas a R$ 16,34 e R$ 12,29.

Even (EVEN3) registrava alta de 6,34%, enquanto Direcional (DIRR3), Tenda (TEND3) e Trisul (TRIS3) tinham desempenho positivo de 7,51%, 3,61% e 3,42%, respectivamente.

A Gafisa (GFSA3) seguia com ganhos de 4,42%, cotada a R$ 2,36.

A JHSF (JHSF3), conhecida pelo seu segmento de incorporação, apresentava alta de 4,8%, negociada a R$ 5,68.

O movimento positivo desta sexta traz alívio às ações das construtoras, que registraram queda generalizada na sessão de ontem, sob efeito do Comitê de Política Monetária (Copom), que elevou a taxa básica de juros a 9,25% ao ano.

Nesta manhã, o IBGE divulgou crescimento de 0,95% do IPCA em novembro, uma desaceleração em relação ao aumento de 1,25% em outubro.

O Índice Nacional da Construção Civil (Sinapi) registrou em novembro inflação de 1,07%, superando a taxa de 1,01% do mês anterior. Os materiais de construção subiram 1,66%, a R$ 903,22 por metro quadrado. O metro quadrado da mão de obra cresceu 0,18%, a R$ 603,54.

Os dados do IPCA desta sexta ajudaram a impulsionar boa parte das ações de varejo. Também perto de 15h30, o Magazine Luiza (MGLU3) seguia como destaque negativo do setor, registrando queda de 3,82%, a R$ 6,04.

Nos Estados Unidos, a inflação ao consumidor relativa a novembro subiu 0,8%, de acordo com o Departamento do Trabalho.

O resultado veio acima das expectativas do mercado, que calculava uma alta de 0,7% no índice. Apesar disso, houve desaceleração, já que em outubro a inflação cresceu 0,9%.

Fonte - https://www.moneytimes.com.br



Procurando por um imóvel?

Ajudamos você a tornar o sonho de uma nova casa uma realidade